24 de ago de 2013

Debate - O que você acha da lei PLC 3/2013.

..♥ | via Facebook
Amei essa ilustração u,u
Olá internet! Como vocês estão? Eu estou com muita saudade. Então como eu disse esse semestre está sendo "monstruoso" e pra completar eu fico sem internet. Bom queria agradecer aos 154 seguidores, e dizer que vocês são os melhores leitores que alguém poderia ter (nem sei porque to puxando saco u.u).
Bom eu estava com muitas ideias para postar aqui, mas como tudo anda muito corrido eu acabei esquecendo alguns projetos. Hoje trouxe um debate, sobre um tema um pouco polêmico, então porque não compartilhar nossas opiniões certo?!

Em 1º de agosto, quatro dias depois do final da visita do Papa Francisco ao Rio de Janeiro (Brasil) com ocasião da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Rio 2013, a presidente deste país, Dilma Rousseff, aprovou e converteu em lei o projeto PLC 3/2013, que abre as portas à distribuição de um fármaco abortivo em todo o sistema sanitário do país.

A lei regulamenta o atendimento na rede pública do SUS às mulheres vítimas de violência sexual, chamada de "profilaxia da gravidez". Assim qualquer mulher que alegue ter feito sexo não consentido, terá atendimento integral de protocolo de Norma Técnica do Ministério da Saúde que garante o ABORTAMENTO do próprio filho gerado.

Ou seja, qualquer mulher gravida que chegar na rede de saúde publica e alegar que foi violentada tem o direito de aborto, sem antes fazer qualquer exame médico.
Eu não concordo com essa lei, e acho uma pouca vergonha para o nosso pais, é como se fosse um crime contra uma criatura tão indefesa, sem nenhuma chance de lutar pela sua própria vida. Todos temos o direito de viver e não poderia ser diferente com esses pequenos indefesos.

E você o que acha? Deixe sua opinião aqui em baixo, e não esqueça de curtir nossa fã page.

12 comentários:

  1. Esse assunto é polêmico hein?
    Ainda não tenho uma opinião formada, apenas acompanhando a situação.
    Abraços!

    // Senhor do Século //

    ResponderExcluir
  2. Bem, eu penso assim:

    1) Depende muito do ponto de vista! Primeiramente, precisamos saber em quais características aconteceu o crime de violência sexual, porque muitas vezes a vítima pode ser menor de idade, e nessas condições, acho direito da pessoa ou da família, querer tirar a criança, pois digamos, a menina não tem condições psicológicas nem preparamento para uma responsabilidade dessas.

    2) Se a vítima já for maior de idade, ele pode escolher em ter ou não ter a criança, pois como sabemos, nós temos o direito de escolher nossas próprias decisões. Você pode estar se perguntando: "Sim, mas e o direito da criança que está sendo formada? Ela não tem direito à vida?". Eu respondo: Sim, com toda a certeza, mas me responda uma coisa, o que pode ser pior do que ser uma criança que não foi esperada e principalmente ser fruto de uma relação em que não houve amor e permissão da mãe para que acontecesse? Para onde vai o direito da mãe? Em quais condições ela vai criar essas criança? (levando em consideração que ela não tem condições e é menor de idade).

    3) Também precisamos levar em consideração o período da gestação. Por exemplo, se queria tirar a criança, para que deixar a gestação durar um período tão longo? É frieza da parte da mãe, que ela não se sensibilize com as batidas do coração e o mexer da criança em sua barriga, não é?

    Enfim, eu acredito que a mãe tem sim o direito de tirar a criança, mas também eu não acho necessário deixar a gestação cehgar até um período muito longo, pois trata-se de uma criança indefesa, sendo formada.


    Bem, essa foi a minha opnião!
    Ótimo post, e desculpa ter falado tanto. kkkk

    Abraço!
    Peall
    www.bigbrigadeiro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Também não concordo, mas acho que deveriam fazer exames médicos antes de fazer o aborto. Pois ultimamente tem muitas meninas de 10/11 anos que são violentadas e não tem condições para sustentar o bebe.

    Beijo
    http://mundoo-cute.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu concordo com o Big Brigadeiro, acho que depende muito. Tipo, se a menina não foi violentada, mas fez sexo inseguro e engravida, ela tem o direito de retirar a criança, pois ela pode não ter condições de criar uma criança e uma criança hoje sai bem caro, né? E do que adiantaria ter a criança e deixá-la num abrigo que muitas vezes não é adotada? Enfim, acho que é bem relativo sobre aborto e não vou falar muito, pois posso até me confundir aqui. Mas enfim, depende muito da mãe. Independente de ter condições ou não, ela que escolhe. Eu acho. :)
    http://republicacrash.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas assim do mesmo jeito que a mãe teve o direito de viver a criança também tem, antigamente as crianças eram criadas em situações piores.. mas vai da opinião de cada um né?!
      Obrigado pela opinião, Abraço

      Excluir
  5. Ta bem sem mais nem menos la vai a minha opinião: SOU MAIS QUE A FAVOR! pelo simples de que quando a pessoa não se sentir bem com um feto em seu corpo ele não irá gostar nem um pouco de conviver 1 vida ao lado dele então se não quer agora, basta abortar, ACORDA É O BRASIL o local onde tem até BOLSA PROSTITUTA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não penso assim, todos devemos ter direito a vida, se uma mulher não se sente bem com uma criança ela pode doar, hoje em dia existem várias mulheres estéril esperando para adotar um bebe sabia?!
      Obrigado pela opinião.

      Excluir
  6. Depende do ponto de vista de cada um!

    Nosso Capricho
    apsmass.blogspot.com

    ResponderExcluir